sábado, 14 de fevereiro de 2015

Sofro calada e sozinha, pois minha dor não precisa de plateia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário